Ibope recruta voluntários para pesquisa sobre internet no Brasil

Aviso de privacidade diz que informações pessoais são mantidas em sigilo.

Instituto de pesquisa coleta dados referentes à navegação na web.

O Ibope//Netratings quer expandir seu programa de pesquisa sobre o uso da internet no Brasil e, para isso, convida os internautas a participarem desta medição. Os interessados, que podem colaborar tanto no ambiente doméstico quanto no corporativo, devem baixar no computador o programa NetSight, que faz a coleta de dados para o instituto de pesquisa. A adesão, lembra o Ibope//Netratings, é gratuita e voluntária.

Além de baixar o software – “leve e que não interfere no funcionamento do computador”, diz a instituição --, o voluntário deve preencher o perfil de sua família e usar a internet como de costume. As informações coletadas para a elaboração das pesquisas (como esta aqui) são baseadas na navegação dos internautas brasileiros.

O aviso de privacidade do programa diz que “suas informações pessoais nunca serão utilizadas para promover ou comercializar produtos de terceiros”, que “nunca serão licenciadas, publicadas ou vendidas qualquer informação coletada que possa ser vinculada a um usuário individual (como nome, e-mail ou endereço)” e que o software não contém nenhum adware (programa que exibe anúncios) ou spyware (programa que rouba informações sem o seu conhecimento).

“Todo o monitoramento feito pela ferramenta só é utilizado pelo Ibope//Netratings a partir de grupos de internautas que tenham representatividade estatística. É, portanto, totalmente desprezada qualquer leitura das navegações individuais, preservando a privacidade e a segurança dos voluntários”, diz um comunicado da instituição.

O Ibope//Netratings espera que a expansão do programa tenha uma amostragem três vezes maior que a atual. A previsão é de receber inscrições de 15 mil painelistas, que serão cadastrados em um programa de incentivos com oferta de brindes. Os primeiros resultados das pesquisas feitas com os novos voluntários devem ser divulgados no segundo semestre de 2009.

fonte: g1

Nenhum comentário: