Começa o desenvolvimento do Ubuntu 9.10

Poucos dias após o lançamento do Ubuntu 9.04, o desenvolvimento da próxima versão já começou. O Ubuntu 9.10 Karmic Koala deve ser lançado em 29 de outubro, com o seu Alpha 1 em meados de maio, Beta em primeiro de outubro, e RC em 22 de outubro.

O Ubuntu 9.10 deve ter seu foco em funções de servidor relacionadas à computação em nuvem, conservação de energia, menores tempos de boot, tela de login revisada e melhor suporte ao hardware de netbooks. (via heise.de)

Saiba mais (heise.de).

ODF incluído em ’service pack’ do MS Office 2007

Segue o comentário de Avi Alkalay sobre o que a ODF Foundation classificou como “uma vitória para o ODF”, padrão aberto para arquivos como textos, planilhas e apresentações.
A Microsoft anunciou ontem o suporte de leitura, modificação e gravação de documentos OpenDocument Format (nativo do OpenOffice.org e seus derivados) no Service Pack 2 do Office 2007.

A ODF Alliance soltou uma nota de boas vindas da MS à comunidade ODF, que eu endosso.

Endosso também uma observação do meu colega Roberto Salomon sobre a famosa estratégia adotar-estender-extinguir que a Microsoft já demonstrou ser adepta. Lembrem-se do LDAP+Kerberos ► AD, Java Virtual Machine ► MS Virtual Machine e Padrões W3C ► Internet Explorer, todos casos de “padrões adotados” e em seguida modificados ao ponto de serem completamente diferentes de sua origem.

Eu sou um otimista nato e acredito que a Microsoft tem desejo de mudar e melhorar. Por isso acredito e espero que o suporte ao ODF no MS Office siga a estratégia de adotar-estender-e-inovar-junto-com-a-comunidade.

Diga-se de passagem, o SP2 ainda não suporta o OpenXML aprovado pela ISO. Diga-se de passagem, o OOXML aprovado pela ISO ainda nem existe como especificação para ser implementada. Diga-se de passagem, quando se salva um documento XLSX, DOCX e PPTX no MS Office 2007, aquilo está num formato proprietário e problemático intermediário, conforme foi apontado nos diversos ciclos de análise da especificação OOXML em 2007 e 2008, na ISO mundialmente.

Hoje, para quem ainda usa o MS Office 2007, a melhor opção de interoperabilidade e longevidade dos documentos é usar a atualização SP2 e gravar seus documentos no formato ODF. (via avi.alkalay.net)

Fonte: avi.alkalay.net

Mozilla lança Beta 4 do Firefox 3.5

São Paulo - Provável último beta desta versão melhora JavaScript e traz recurso de localização.

A Mozzila lançou na segunda-feira (28/04) o Firefox 3.5 Beta 4, que inclui o recurso Location Aware Browsing, para obter a localização do usuário por padrões da web.

Outras mudanças nesta versão do browser incluem mais ferramentas de controle dos dados pessoais, como o já conhecido Modo de Navegação Privativa, e um novo mecanismo do JavaScript TraceMonkey.



Além disso, o novo Firefox oferece suporte a JSON (JavaScript Object Notation) para a troca de dados entre servidores e navegadores, e suporte a novas tecnologias, como HTML5. A melhoria no layout Gecko promete que o conteúdo seja renderizado mais rapidamente.

A expectativa é de que este seja o último beta do Firefox 3.5 – anteriormente batizado de Firefox 3.1.

Fonte: idgnow

FDTK-UbuntuBr-V 2.01 - Forense Digital ToolKit

Cada vez mais, empresas, instituições financeiras, governos, judiciário e outras instituições vem fazendo uso da prática forense computacional a procura de evidências que levem a soluções de crimes cometidos digitalmente.

O nascimento da FTDK-UbuntuBr veio não só para atender essa necessidade do mercado, mas também para ser uma ferramenta de uso prático e que acima de tudo apresente resultados precisos e incontestáveis, principalmente na esfera judicial.

Como a FDTK pode me oferecer provas incontestáveis?

Na verdade não é a FDTK que oferece provas incontestáveis, a realização de uma perícia "limpa" e bem documentada são as verdadeiras garantias para que não haja contestação de uma evidência ou prova. A grande vantagem ao FTDK é o fato dela ser, e só utilizar softwares livres para obter resultados.

A utilização de softwares livres no processo de obtenção e análise de evidências permite não só a auditoria dos métodos usados pelo perito, como também dos aplicativos utilizados por ele.

Com grande entusiasmo, apresentamos a FTDK-UbuntuBr-V2.01 que é a primeira distribuição Linux totalmente voltada para a prática Forense Computacional em português do Brasil.

Aproveitamos a oportunidade para convidar a comunidade perita e a comunidade do software livre a conhecer o produto final de meses de trabalho, e aqueles que estiverem com interesse em contribuir, informamos que toda ajuda é bem vinda e que já estamos nos preparando para lançar novas versões em um futuro próximo.

Visite o novo site da distro http://fdtk.com.br

Fonte: dicas L.

Netbook com Android vai custar US$ 250

Framngham - Equipamento com sistema Android, do Google, chega ao mercado em três meses.

O primeiro netbook equipado com o sistema operacional para celulares Android, do Google, vai custar 250 dólares e vai estar equipado com o processador de baixo custo ARM.

O Alpha 680, que será produzido pela Guangzhou Skytone Transmission Technologies Co. Ltd, estará disponível no mercado em três meses. Os testes começam agora, informou Nixon Wu, co-fundador da Skytone, com exclusividade para o Computerworld/EUA.

A Skytone, uma empresa de 50 empregados localizada ao sudeste da China, acredita que terá os protótipos finais em junho, o que permitirá lançar o netbook com Android no mercado um mês ou dois depois disso, afirmou o executivo.

Usado em bilhões de celulares, o processador ARM é mais barato e mais eficiente no consumo de energia do que o Atom, da Intel.

O Android é um sistema operacional que está no celular G1, da HTC, e está atraindo o interesse dos desenvolvedores de software numa velocidade tão rápida quanto a do iPhone, da Apple.

Os especialistas de mercado acreditam que a combinação do processador ARM e do Android pode ajudar a criar uma era netbooks com custo abaixo dos 200 dólares e de baterias com duração de até 12 horas.

Novo Ubuntu tem boot de 25 segundos e melhoria em suporte wireless

São Paulo - Versão 9.04 do Ubuntu tem melhorias na configuração de redes wireless e inicialização pode ser feita em até 25 segundos.

A Canonical lançou nesta segunda-feira (20/04) a versão 9.04 do Ubuntu Desktop Edition. O sistema operacional baseado em Linux estará disponível para download gratuito a partir de quinta-feira (23/04).

A nova versão do Ubuntu aumentou a velocidade de inicialização (boot), que poderá chegar até 25 segundos. Os processos de hibernar e despertar também foram melhorados, para que o usuário possa economizar energia.

A plataforma de comunicação com o usuário também foi modificada. Os alertas integram vários aplicativos e são apresentados de maneira discreta e eficiente, sem atrapalhar as tarefas em andamento. O novo Ubuntu apresenta ainda novos ícones e arte gráfica .

Fábio Filho, gerente da Canonical para a América Latina, aponta como um dos principais novidades do Ubuntu 9.04 as atualizações dos drivers para maior compatibilidade com conexões móveis.

"A instalação e configuração de redes de acesso Wi-Fi, 3G, e a interoperabilidade com os dispositivos será muito mais fácil, principalmente para os equipamentos que estão saindo agora", disse.

Filho afirma que o sistema garante maior facilidade para instalação de programas como Skype e Flash, além de já vir com o OpenOffice 3.0 pré-instalado.

"O foco da estratégia da Canonical no Brasil será mostrar que o Ubuntu é realmente uma alternativa ao Windows e Mac, com total usabilidade para o consumidor final. Se eles querem ver e-mail, filmes, etc, podem fazer isso com o Ubuntu", declarou.

Segundo o executivo, a Canonical ainda negocia atualmente com os dez maiores fabricantes de computadores do Brasil para distribuição do sistema operacional, após uma parceria internacional ter sido firmada com a Dell.

Netbooks
A Canonical também anunciou o Ubuntu Netbook Remix (UNR) 9.04, atualização do sistema para computadores ultraportáteis. "O Remix é uma customização Ubuntu para netbooks com uma interface diferente. É um produto novo que tem o mesmo foco em usabilidade esperado para um netbook", explicou Filho.

A Canonical trabalhou no UNR de maneira que se tornasse mais compatível com as telas menores, que variam, geralmente, entre sete e dez polegadas, bem como interação maior com o processador Atom, da Intel, bastante usado nos mais recentes netbooks e na redução do gasto de energia.

"Testamos a versão do Remix em diversas plataformas. Logo, a tendência de compatibilidade do Ubuntu é muito maior que a do Windows, por exemplo", destacou.

O Ubuntu 9.04 estará disponível em três formas: o download gratuito, a compra do CD, e a solicitação de CD gratuito. Os serviços corporativos também já podem ser adquiridos. Junto ao lançamento do Ubuntu 9.04, a Canonical anunciou também o Ubuntu Server Edition 9.04.

Oracle anuncia compra da Sun por mais de US$ 7 bilhões

Pelo acordo, cada ação está avaliada em US$ 9,5.
Negociações entre IBM e Sun fracassaram no início do mês.



A Oracle anunciou nesta segunda-feira (20) que comprará a Sun Microsystems por US$ 9,5 por ação, numa operação que avalia a fabricante de servidores de alta potência em mais de US$ 7 bilhões.

As empresas informaram em comunicado que a operação é avaliada em cerca de US$ 7,4 bilhões, ou US$ 5,6 bilhões sem incluir caixa e dívidas da Sun. As ações da Sun saltavam mais de 37% no pregão eletrônico da Nasdaq, em Nova York, enquanto os papéis da produtora de software corporativo recuavam 4,5%.

A Oracle espera que a aquisição adicione pelo menos US$ 0,15 por ação no primeiro ano após a aquisição. A companhia, diz a agência de notícias Associated Press, estima que a Sun contribuirá com mais de US$ 1,5 bilhão no primeiro ano, e mais de US$ 2 bilhões no segundo ano.

O anúncio surpreendente feito pelas empresas acontece depois que as negociações entre IBM e a Sun fracassaram no início deste mês. Fontes próximas do assunto afirmaram que a Sun recusou oferta de US$ 9,4 por ação feita pela IBM.

Antitruste

Há diversas possibilidades para as duas companhias terem encerrado das negociações. Agências de notícias divulgaram que a iniciativa teria sido tomada depois de a Sun acabar com o status da IBM de parceiro negociador exclusivo. Falou-se também que a Sun estaria descontente com a oferta feita pela IBM, e que o acordo causaria diversos problemas relacionados à lei antitruste.

Isso porque a IBM e a Sun atuam em diversas áreas parecidas. Na área de armazenamento de dados com fitas, por exemplo, as duas companhias juntas detêm 52% do mercado avaliado em US$ 3,1 bilhões, de acordo com informações da agência de notícias Associated Press.

Já a aquisição feita pela Oracle não representa tantos problemas em relação a isso, porque as companhias atuam em muitos setores diferentes. Ainda assim, a Oracle poderá usar os produtos da Sun em seus próprios softwares: a primeira companhia trabalha principalmente com banco de dados que utilizam o sistema operacional Solaris, da Sun, por exemplo.

Perdas

A Sun é responsável pela criação da linguagem de programação Java, usada no desenvolvimento de aplicativos para sites e telefones celulares.

A empresa tem relutado em sacrificar sua independência, mesmo reportando grandes perdas. Apesar de ter vendido US$ 13,3 bilhões nos últimos quatro trimestres, a companhia reportou prejuízo de US$ 1,9 bilhão no mesmo período.

Há algum tempo, analistas afirmam que a companhia não pode se manter sozinha. Muitos disseram não acreditar que a Sun conseguiria encontrar novos compradores depois que as negociações com a IBM foram canceladas.

Fonte: G1

Programacao do Flisol/09 no RN

Divulgada a programação para o flisol 2009 no Rio Grande do Norte, esse ano o evento acontecerá nas cidades de natal, Assú e Mossoró. O evento tem a organização do PSL-RN com o patrocínio do SENAC-RN. Segue abaixo a programação.


Natal

*Os Horários podem sofrer alterações.
Horário Atividade
08:00 Credenciamento
08:30 Abertura Oficial
por representantes
09:00 Drupal - Uma poderosa ferramenta de gestão de conteúdo (CMS)
por Phillip Eduardo Pimenta Forte
09:50 INTERVALO
10:10 Conhecendo o BROFFICE
por Cláudia Costa
10:40 INTERVALO
11:00 Introdução a software Livre
por Marcel Ribeiro
12:00 ALMOÇO
14:00 MINI-CURSO
Aprendendo Django: um framework ágil para desenvolvimento web

por Vinícius Mendes
14:00 Conhecendo Ruby on Rails
por Elomar França e Paulo Fagiani
15:00 Coisas Bacanas que você pode fazer com Python
por Mayron Cachina
16:20 Gestão de Teste de software
por Raquel Silva
17:00 KDE
por Tiago Nóbrega
18:00 Encerramento

Local e hora

  • Local: SENAC - ALECRIM
    Endereço: Av. Alexandrino de Alencar, 556. Alecrim - CEP: 59030-350. - Natal, RN - Brasil
    Website: http://rn.softwarelivre.org/flisol/2009/
    Data: 25 de abril de 2009
    Horário: 8:00 hr as 18:00 hr

Responsável



ASSÚ

Horário Atividade
09:00 Credenciamento
09:30 Abertura Oficial
por representantes
10:00 Intervalo
10:20 A DEFINIR
por
12:20 Almoço
14:00 A DEFINIR
por
15:00 A DEFINIR
por
15:50 A DEFINIR
por
16:40 Intervalo
17:00 A DEFINIR
por
17:50 A DEFINIR
por
18:50 Encerramento
por

Local: Biblioteca Virtual de Assú

Organização:

  • Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (Campus Ipanguaçu)

Apoio:

  • Secretaria Municipal de Educação - Prefeitura Municipal do Assú
Coordenação: Jurandy M. Soares Jr.



MOSSORÓ

Horário Atividade
09:00 Credenciamento
09:30 Abertura Oficial
por representantes
10:00 Intervalo
10:20 A DEFINIR
por
12:20 Almoço
14:00 A DEFINIR
por
15:00 A DEFINIR
por
15:50 A DEFINIR
por
16:40 Intervalo
17:00 A DEFINIR
por
17:50 A DEFINIR
por
18:50 Encerramento
por


Local e hora

  • Local: A definir...

  • Endereço: Mossoró, RN - Brasil

  • Website:

  • Data: 25 de Abril de 2009

  • Horário: 8:00 as 17:00 hr

Responsável

Coordenador:

Pedro Arthur Duarte


Mais informções: Aqui

Grupo propõe Firefox quase sem abas



Reprodução
Grupo propõe Firefox quase sem abas


Design réune abas numa só tela

SÃO PAULO - Definir o design de um novo browser é uma tarefa que desperta grande controvérsia. Um dos grupos que participa do desenvolvimento de novas propostas para Mozilla apresentou uma ideia que, aparentemente, vai na contra mão do desenho de navegadores: reduzir drasticamente o uso de abas.

A argumentação do grupo é que as pessoas navegam com muitas abas abertas e, frequentemente, acabam se perdendo entre elas e deixando de ver informações importantes nos websites.

A proposta, então, é agrupar todas as janelas abertas numa barra lateral à esquerda do browser ou, ainda, organizá-las em forma de mosaico numa tela única.

Assim, o usuário vê o um thumbnail de cada site numa única tela. O grupo argumenta ainda que a popularização dos monitores maiores (com 19´´´ou mais) permite criar browsers com este design, sem fazer o usuário perder área de visualização dos sites que visita.


Nesse tipo de desenho, as abas seriam exibidas muito raramente, e mesmo assim, para organizar várias janelas de um mesmo site, por exemplo.


Fonte: info

HTML5: a cara da próxima web

Nova versão da linguagem incorpora em seu código funções para áudio e vídeo, APIs e funcionalidades do Flash e Silverlight.

Quem acessa a internet desde seu início comercial – meados dos anos 90 – acompanhou a evolução da rede mundial em diversos aspectos. Um dos pontos que mais sofreu mutações foi a interface: de páginas estáticas e meramente informativas, até interações complexas permitidas por meio de tecnologias como o Ajax. Por trás de todo esse desenvolvimento, está uma linguagem que poucos vêem, mas que é a base de um mundo de páginas da web: o HTML, casamento entre os padrões HyTime e SGML, que surgiu no início dos anos 90.

Depois de mais de dez anos do lançamento da última versão da linguagem, o HTML 4, o Web Hypertext Application Technology Working Group está dando os últimos passos para anunciar a tão esperada versão 5. A último draft foi anunciado no início do ano e as cerca de 500 empresas que participam do grupo devem enviar suas correções e sugestões até o final de junho de 2009. A partir daí, cria-se o padrão de fato para que aplicações e browsers possam se adequar às novas funcionalidades.

Novas funções
“A ideia é que ele seja liberado em 2010. O principal destaque do HTML 5 é a possibilidade de agregar no código comando para áudio e vídeo”, afirma Vagner Diniz, gerente geral do W3C Escritório Brasil, consórcio que define os padrões técnicos a serem utilizados na web. São comandos específicos no lugar das tags quebra-galhos usadas hoje em dia. As famosas object e embed poderão ser substituídas pelas etiquetas e , para inclusão dos respectivos objetos multimídia.

As novas tags trazem funções interessantes de maneira nativa, excluindo a necessidade de embutir elementos externos nas páginas. Funções obtidas com o uso de Ajax, como os movimentos de arrastar-e-soltar itens de uma página, poderão ser chamadas direto do código HTML. “O Javascript faz referência a elementos do HTML. Como o HTML terá novos elementos, então o Ajax também será aprimorado”, afirma Carlos Ceccone, analista de projetos do W3C.

Aplicações baseadas na web também serão mais ágeis, pois menos dados serão requisitados de servidores. O HTML 5 inclui a possibilidade de inserir APIs dentro do código. O acesso local às informações facilitará funções de cache, busca e o acesso off-line de serviços da web. O plugin Google Gears, por exemplo, já é compatível com HTML 5, assim como o Adobe Air. Mas o grande burburinho começou após a apresentação do novo Gmail para dispostivos móveis que já utiliza recursos do HTML5, como pode ser visto na apresentação do VP de engenharia do Google, Vic gundotra.

Diniz também atenta para a limpeza do código. Uma mesma página escrita em HTML 5 será bem mais simples do que a em HTML 4. Para o desenvolvedor, ficará muito mais simples de programar. É possível ver uma comparação de uma página de um blog escrita nas duas versões da linguagem no site Hobo Web.

Outra novidade é a incorporação de funcionalidades de tecnologias para gráficos dinâmicos, como o Flash e o Silverlight. Será possível criar animações com gráficos vetoriais diretamente no código, com o uso da tag Navegadores compatíveis
Mas não basta o padrão HTML chegar em sua versão 5 e os browsers não se adequerem para conseguir a renderização completa das novas funcionalidades. A página na Wikipedia lista não só as novidades do HTML 5, como mostra qual ferramenta já faz a renderização adequada das novidades.

Cada browser tem seu engine ou adota um já existente. O Internet Explorer, inclusive na recente versão 8, utiliza o Trident. O Gecko, da fundação Mozilla, é utilizado pelo browser Firefox, entre outros; o WebKit, desenvolvido pela Apple a partir do engine de código aberto KHTML, é usado no Safári, no Google Chrome e nos celulares Nokia. Já o Presto é a ferramenta do Opera.

O W3C disponibiliza regurlarmente um estudo com comparações entre HTML 4 e 5, na medida em que a recomendação HTML 5 avança.

Fonte: info

Um login mais caprichado no Ubuntu

Um login mais caprichado no Ubuntu

Você já está cansado da tela de boot do Ubuntu? Confira o truque para dar a ela um visual diferenciado

Os fãs do Ubuntu podem personalizar a tela de boot do sistema, deixando-a com um visual mais estiloso. Para isso, acesse Sistema > Administração > Gerenciador de Pacotes Synaptic. Digite, no campo de busca, a expressão StartUp e tecle Enter. Clique com o botão direito do mouse no item Startupmanager e escolha Marcar Para Instalação. Pressione o botão Aplicar para instalar o utilitário. Depois, para mexer na tela de partida, acesse Sistema > Administração > StartUp-Manager. Passe à guia Aparência e escolha uma das opções em Tema do Usplash. Para obter mais temas, o melhor site é o Gnome Look, na seção Splash Screens.

Fonte: infoabril

Usar shell do Linux vale como atitude suspeita em universidade dos EUA

“Usar o prompt de comando do Linux é uma das atividades suspeitas exercidas por um estudante de computação que teve suas máquinas e o celular apreendidos pela polícia do campos no Boston College, nos Estados Unidos. Outro fator de culpabilidade é o conhecimento e reconhecimento do aluno entre os colegas.

Segundo o site da Electronic Frontier Foundation (EFF), o crime seria um e-mail enviado à uma lista da escola identificando um colega como gay.

Os possíveis comportamentos suspeitos do principal investigado, identificado como Mr. Calixto, são: ser considerado um mestre em informática entre os colegas; aparecer eventualmente com computadores diferentes, alegando estar testando ou consertando os equipamentos a pedido da universidade ou outros alunos; e utilizar dois sistemas operacionais diferentes para esconder suas atividades, sendo que num deles digita comandos em uma tela preta com caracteres brancos.”

referência (clicrbs.com.br).

FISL 2009 tem 14 atrações internacionais confirmadas

O maior evento de software livre da América Latina já tem 14 atrações internacionais confirmadas. Após ter anunciado na semana passada as presenças de Peter Sunde e Richard Stallman, o 10º Fórum Internacional Software Livre já tem outros 11 nomes internacionais confirmados, que você pode conferir no link a seguir. (via softwarelivre.org)

Saiba mais (softwarelivre.org).

Pinguim na educação das crianças



Interessado em ensinar Linux para crianças? Saiba que existem algumas distribuições recheadas de aplicativos educacionais, jogos e aplicações para internet. O MEC (Ministério da Educação) mantém uma distribuição chamada Linux Educacional, através de um projeto intitulado Programa Nacional de Informática na Educação. Esta distribuição é baseada no Kubuntu 8.04 e tem o ambiente gráfico KDE 3.5. O pacote de aplicativos educacionais é o KDE-edu, não na versão final. Outras distribuições que apostam nesta ideia, são: A distribuição Qimo, cujo personagem principal é um esquimó (nada mais justo), tem interface extremamente intuitíva e simples. Já o Pandorga (Papagaio no Rio Grande do Sul) é baseada no Kurumin e Debian. O Edubuntu, mantido pela canonical e a comunidade, tem o pacote de aplicações educativas KDE-edu, Tux4kids e Gcompris.

Distribuições específicas:

Pandorga
Linux Educacional
Qimo
Edubuntu

Fonte: Zonalivre

Em março, combate à pirataria apreende 200 mil mídias falsificadas

No mês passado, 58 ações de combate à pirataria em todo o Brasil resultaram na apreensão de cerca de 200 mil mídias contendo softwares falsificados.

Os números fazem parte do balanço da Associação Brasileira das Empresas de Software (ABES), da Business Software Alliance (BSA) e da Entertainment Software Association (ESA), divulgado nesta segunda-feira.

No mês passado, foram tirados do ar 20 sites que comercializavam programas piratas e dois mil anúncios que divulgavam o comércio de produtos ilegais.

As entidades registraram ainda 654 contatos, por email e telefone, que resultaram no envio de 489 notificações e no início de 19 ações judiciais.

Uma das operações, deflagrada em Brasília (DF), resultou na desarticulação de uma quadrilha especializada em pirataria de softwares.

As entidades também retomaram o Programa de Treinamento de Capacitação em Antipirataria para agentes públicos, universitários e empresários.

A iniciativa visitará cinco localidades nos próximos meses: Maringá (PR), Belém (PA), Juiz de Fora (MG), Santo André e São José dos Campos (SP), onde devem ser treinados 500 agentes públicos.

Lançado em 2006, o projeto percorreu 55 cidades e capacitou mais de 4,5 mil policiais até o momento.


Fonte: wnews


Opinião do Blog: Viva o Software livre, quem usa não passa por esse problemas.

Governo recua na lei de crimes de informática

O projeto do MJ formalmemente ainda não existe. A pasta formulou uma minuta, divulgada pelo site, e tem fechados alguns pontos que gostaria de apresentar. Pela minuta do ministério, além de todos os dados de tráfego, os provedores seriam obrigados a registrar o nome completo, filiação e número de registro de pessoa física ou jurídica por três anos. O substitutivo prevê que os dados de entrada (log on) e saída (log off) da conexão deveriam ser armazenados.

Os responsáveis pelo assunto no ministério têm medo de que o projeto crie uma briga institucional. O site antecipou que, caso o MJ envie um novo texto, ele será analisado junto com o substitutivo, artigo por artigo. Aqueles que tivessem redação similar continuariam. Mas as discordâncias, pelo regimento da Câmara, fariam prevalecer o texto original, apresentado pelo deputado Luiz Piauhylino (PSDB-PE).

Para evitar uma briga institucional, o Ministério da Justiça (MJ) estuda a possibilidade de não apresentar um novo projeto sobre crimes de informática ao Congresso Nacional. O Congresso em Foco apurou que, se não houver consenso entre o autor do substitutivo ao Projeto de Lei 84/99, senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), os relatores nas comissões afins e o Executivo, a pasta desistirá de protocolar o texto.

Fonte: ultimo segundo

Contribua com o nosso blog, envie sua notícia!

Entra no ar novo site da Comunidade Brasileira de PostgreSQL

“Depois de muita espera, debates nas listas e dedicação é com orgulho que a Comunidade Brasileira de PostgreSQL lança o seu novo site.

O site é o resultado do uso do Drupal6 para infra-estrutura de gerenciamento de conteúdos, pgTheme como tema baseado no site internacional do projeto e o esforço de muitas mãos que tornaram o lançamento uma realidade.

O conteúdo agora permanece interativo como era antes com o Wiki, passando apenas por uma revisão de conteúdo com o objetivo de eliminar duplicações ou possíveis erros de português antes de ser publicado. Para contribuir basta criar uma conta de usuário e criar conteúdos e aguardar sua publicação.

Esta iniciativa visa propagar conhecimento relacionado ao PostgreSQL no Brasil, difundindo casos de sucesso, treinamentos, eventos e notícias sobre o Elefantinho. “:)

Visite-nos em http://www.postgresql.org.br

referência (postgresql.org.br).

Chromium-Instalando o chromium no kubuntu!

Já está disponível uma versão pré-alfa do chromium versão do google chrome para ubuntu.

Más a versão pré-alfa pode ser tambem instalada no kubuntu usando o apt-get, bastando apenas adicionar os repositórios do projeto no seu source list, antes de executar o apt-get.

 Kubuntu 8.04
deb http://ppa.launchpad.net/chromium-daily/ppa/ubuntu intrepid main
deb-src http://ppa.launchpad.net/chromium-daily/ppa/ubuntu intrepid main

$ sudo apt-get install chromium-browser

Abaixo duas imagens do  chromium no Kubuntu.

TEla de alerta informando que o progama é uma  versão pre-alfa e incompleta.



Defendendo o linux no google chrome.




Opinião: Achei um navegador leve, está com o menu de abas torto, não é possivel fecha as abas
clicando no x , as opções de configurações ainda nao funcionam. Quando tiver tudo fun-
cionando acho que será um bom navegador no linux, más não trocarei pelo meu  firefox.




Governo brasileiro economiza R$ 370 milhões usando softwares livres

Brasília - Segundo o Serpro, total é ainda maior se forem considerados os valores economizados com a manutenção e aquisição de licenças.

Nos últimos 12 meses, o Brasil economizou 370 milhões de reais com o uso de sistemas operacionais, browsers e outros softwares livres, informou o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) no domingo (05/04).

O valor é o dobro dos gastos com o desenvolvimento dos programas da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física e de consulta ao Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), ou cerca de um quarto do orçamento anual do Serpro.

O presidente do Serpro, Marcus Vinicius Ferreira Mazoni, aponta que o valor economizado é ainda maior se considerados o dinheiro que deixou de ser gasto com a manutenção de programas, a economia com o uso de programas feitos sob medida e o fim da aquisição de licenças para novas redes.

Mazoni cita a instalação e funcionamento de mais de 5 mil telecentros em todo o país viabilizados pelo uso de softwares livres. E os valores economizados devem crescer nos próximos anos. Segundo ele, a tecnologia, além de mais barata, é superior por sua adaptabilidade.

No dia 15 de abril, o Serpro tornará acessível para órgãos públicos, empresas e usuários particulares uma nova plataforma de desenvolvimento de programas “Demoiselle” (do francês senhorita).


Fonte: idgnow

Anatel aprova regulamento que permite internet pela rede elétrica

São Paulo - Agência aprova regulamento que permitirá que empresas solicitem autorização para oferecerem acesso à internet usando rede elétrica. O conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta quinta-feira (02/04) o acesso à internet banda larga pela rede eletrica.

Com a publicação do regulamento, que deverá acontecer na próxima semana, empresas já podem solicitar à Anatel autorização para atuar com o sistema, afirma a conselheira Emília Ribeiro.

Segundo Ribeiro, as operadoras já em atividade terão um prazo para se ajustarem ao novo regulamento. Após a aprovação da Anatel, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) fará uma consulta pública sobre o uso da tecnologia.

Em São Paulo, a AES Telecom ligada à AES Eletropaulo, pretende oferecer banda larga pelo sistema, conhecido como Power Line Communications (PLC) a partir deste ano. Ainda não há estimativa de preços.

Fonte: idgnow

Resultado de Promoção!

Segue abaixo com atraso o resultado da promoção!

Nome do ganhador: Marcel Marques João Pessoa PB .


Os dados serão passados para a GDHPRESS que enviara o livro ao ganhador.

Obrigado a todos os participantes e em breve virão mais promoções!

Internet Explorer perde liderança na Europa para Firefox

Firefox 3 ficou com 35,05% do mercado, contra 34,54% do IE7.

Informação foi divulgada pela empresa de pesquisa StatCounter.

Da Reuters

A Microsoft perdeu na semana passada a liderança do mercado europeu de navegadores pela primeira vez em anos. O Firefox 3, do Mozilla, assumiu a posição do Internet Explorer 7, informou a empresa de pesquisa StatCounter nesta terça-feira (31).

O Firefox 3, da Mozilla Foundation, tinha 35,05% do mercado europeu de software para navegação na internet na semana passada, seguido pelo Internet Explorer 7 com 34,54%.

"A mudança é parcialmente explicada por uma pequena troca do uso do Internet Explorer 7 pelo Internet Explorer 8, mas também pela crescente participação de mercado do Firefox 3", disse Aodhan Cullen, diretor-execeutivo da StatCounter, em um comunicado.

"Os números mostram que o Firefox está se aproximando e agora está apenas 10% atrás de todas as versões do Internet Explorer na Europa", acrescentou Cullen.

Em fevereiro, o Internet Explorer 7 teve uma participação de mercado de 41%, seguido pelo Firefox 3 com 24%, de acordo com a StatCounter.

Fonte: G1