Brasileiros saem na frente na certificação LPI

A certificação LPI terá especialidade em segurança e prova-piloto é feita este mês no Brasil.

A reconhecida certificação do Linux Professional Institute terá agora pela primeira vez uma certificação para especialista em segurança (prova 303). O Brasil foi escolhido para ser o primeiro a aplicar a prova, em caráter experimental, assim como ocorreu em 2006, quando o país sediou as primeiras provas do nível três (prova 301 e 302).

A certificação LPI possui três níveis distintos:

Certificação LPIC-1 (Nível Um) – Qualifica o candidato como administrador Linux júnior é composto por duas provas (101 e 102).

Certificação LPIC - 2 (Nível Dois) – Qualifica o candidato como administrador Linux pleno e também é composta por duas provas (201 e 202).

Certificação LPIC - 3 (Nível Três) – Com foco em ambiente corporativo, qualifica o candidato como administrador Linux sênior. Tem uma prova-base (301) e duas provas de especializações. A primeira (302) é de ambientes mistos (Linux, Unix, Windows e Netware), destacando conceitos de interoperabilidade. A segunda é a novidade: especialização em segurança (303).

As provas ocorrerão em São Paulo, capital, no dia 20 de dezembro de 2008 e o número de inscrições é limitado. Serão selecionados candidatos que, de preferência, já possuam as certificações nos três níveis, mais os pré-requisitos listados no site: https://group.lpi.org/publicwiki/bin/view/Examdev/LPIC-303.

O candidato deverá enviar o currículo para o email lpi@4linux.com. A lista dos escolhidos para fazer as provas será publicada no site www.lpibrasil.com.br até o dia 17. Como a prova é em caráter experimental, a duração será estendida a 3 horas.

Fonte: zona livre

Nenhum comentário: