Info: O Banrisul trai o pinguim


Windows nas estações de trabalho, Linux na maioria dos servidores. Durante a atualização do parque de máquinas do Banrisul, o Banco do Estado do Rio Grande do Sul, o lugar de cada sistema operacional foi delimitado sem radicalismos, sob o comando do gaúcho Ney Michelucci Rodrigues, de 52 anos, diretor de TI do banco estatal. Com uma equipe de 600 profissionais na área de tecnologia, Rodrigues administra um orçamento de 125 milhões de reais por ano e mantém no ar uma rede de 401 agências e 290 postos de atendimento, além das contas de 2,89 milhões de clientes. Para muita gente, ver o Windows ganhando espaço no Banrisul pode soar estranho — o banco ficou conhecido como um fervoroso evangelista de Linux. A decisão causou polêmica na ala mais radical dos adeptos do software livre. Na entrevista à Info, Rodrigues explica os motivos da opção pelo Windows XP nos 10 mil desktops da instituição. (via info.abril.com.br)

Saiba mais (info.abril.com.br).

Nenhum comentário: