Subversion 1.5.0 e o rastreamento de merges

“A versão 1.5.0 do Subversion foi lançada no dia 19 de junho. A característica mais importante desta nova versão é o rastreamento automático da operação de merge: o Subversion agora anota (na propriedade svn:mergeinfo) as revisões e caminhos utilizados. Como resultado, o uso de ramificações no projeto fica mais fácil e menos sujeito a erros.

Esta versão do Subversion se mostrou um pouco frustrante, pois esperávamos que este problema de rastreamento de merge tivesse sido totalmente resolvido, mas ainda falta muita coisa a ser feita. Resta aguardar para que a funcionalidade completa seja implementada na próxima versão.”

referência (pronus.eng.br).

Nenhum comentário: