Notebook de R$ 1000 para professores será testado em 64 cidades

Professores de 64 municípios serão os primeiros a poder comprar seu notebook a baixo custo (R$ 1 mil). Esta será a primeira etapa do Programa Computador Portátil para o Professor, que foi lançado em abril (veja mais em “Notebook para professores por R$ 1000 com financiamento do Governo Federal“).


O programa irá priorizar municípios que tiveram melhor Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e também as cidades que compõem as 37 redes municipais de ensino apontadas pela pesquisa “Redes de Aprendizagem - boas práticas de municípios que garantem o direito de aprender”, realizada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

A partir do dia 10 de setembro os professores de todas as capitais também vão poder adquirir os computadores portáteis que, a partir de outubro, estarão disponíveis nas demais cidades brasileiras.

São computadores com memória mínima de 512 megabytes, disco rígido de armazenamento com um mínimo de 40 gigabytes, tela plana de cristal líquido (LCD), internet sem fio (tecnologia wireless) e software livre, com mais de 27 aplicativos, além de aplicativos específicos da área educacional, entre outras características técnicas.

De acordo com o MEC, o programa não envolve recursos orçamentários e conta com o apoio de fabricantes de computadores e de bancos públicos e privados. Os pedidos poderão ser feitos por meio da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) nas 6 mil agências de todo o país.

Saiba mais (info.abril.com.br).

Nenhum comentário: